Vamos ver Lisboa do rio Tejo, que há um barco amarelo (Yellow Boat) que faz a ligação entre o Terreiro do Paço e Belém, mostrando-nos alguns dos principais monumentos da cidade.

Podemos apanhar o barco quer no Terreiro do Paço (Praça do Comércio) quer em Belém e entrar e sair quantas vezes quisermos durante 24 horas. Vale a mesma lógica “hop on/hop off” utilizada nos autocarros panorâmicos operados pela Carristur (aqueles com dois andares que dão a volta à cidade).

Quem visitar a Baixa de Lisboa pode, assim, apanhar o barco até Belém e visitar o Museu dos Coches, o Mosteiro dos Jerónimos, o CCB, o Padrão dos Descobrimentos, a Torre de Belém e o MAAT. No final, pode ainda comer uns pastéis de Belém e, no fim, regressar de barco ao Terreiro do Paço.

Em alternativa, também é possível começar o passeio na Estação Fluvial de Belém, que foi o que nós fizemos.

Subimos para o convés onde nos sentámos com o cabelo ao vento. Daí ganhámos uma perspetiva diferente da cidade e, como os problemas, parece que a vimos mais claramente ao longe. Além disso, de barco não nos cansamos e não há trânsito para vencer.

De Belém, o Yellow Boat rumou à Baixa de Lisboa junto à margem, onde tivemos oportunidade de ver (a partir do rio e como nunca tínhamos visto) o Museu da Eletricidade e o MAAT até passarmos por baixo da Ponte 25 de Abril – uma visão que nos impressionou. Depois veio o Cais do Sodré e chegámos à belíssima Praça do Comércio, com o Castelo de São Jorge lá no cimo da colina. No regresso, o Yellow Boat desviou o curso até Cacilhas na margem sul, passou perto do Cristo Rei e, antes de voltarmos à Estação Fluvial de Belém, ainda navegou até ao Padrão dos Descobrimentos e à Torre de Belém. Isto tudo durante 1h30 e acompanhado por breves explicações sobre cada um dos monumentos.

Como sabe bem ser turista – nem que seja por um dia e na nossa própria cidade!

Guia prático sobre o Yellow Boat River Tour

Horários e preços atualizados

Em www.yellowbustours.com

Compra de bilhete

Poderá adquirir o bilhete tanto na Praça do Comércio como na Estação Fluvial de Belém e ainda a bordo do Yellow Boat.

Os bilhetes são válidos por 24 horas (após a validação)

Bolsa fotográfica

A bolsa da Sofia é uma Blackforest. Na verdade, foi oferecida ao Paulo, o fotógrafo do “Viagens à Solta”, mas a Sofia gostou tanto dela que a quis usar. Inteiramente feita à mão com produtos de qualidade e com divisórias para a câmara e algumas lentes, é ideal para passeios citadinos como este. Dá inclusive para levar um tablet (ou pequeno laptop), um telemóvel e um porta-moedas. Tudo bem aconchegado e cheio de estilo.

Mais artigos sobre Lisboa:

Acompanhe o Viagens à Solta no Instagram e no Facebook

6 Comentários

  1. Que giro e que vontade com que fiquei de fazer esse passeio 🙂 Beijinhos*

  2. Que ótima idéia, não sabia deste barco!

  3. Regina Marcia Gomes Crespo

    Oi Paulo e Sofia,
    O meu email encontra-se retificado. Esse é o correto.
    Lisboa está em meu coração e na alma. Estive aí em 2012 para um Congresso e a vontade de voltar é muita. Parabéns pelas imagens.
    Abraços,
    Regina

  4. Sofia,
    Desculpe mas será que me pode ajudar com uma dúvida que ainda não consegui esclarecer? o barco chega a parar em Cacilhas de modo a sair-mos, ou somente se aproxima sem atracar?
    Obrigada 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.