Sabia que em Lisboa há uma floresta? O Parque Florestal de Monsanto é a maior área verde da cidade, mas é tão grande e a informação disponível sobre o mesmo é tão pouca ou confusa que os lisboetas e os viajantes se sentem perdidos mesmo antes de o visitar.

Para resolver esse problema, criámos este guia destinado a quem quer visitar Monsanto, onde sistematizámos de uma forma rápida tudo o que se pode ver e fazer no pulmão da cidade.

Localização

O Parque Florestal de Monsanto situa-se na Serra de Monsanto, na zona ocidental de Lisboa, a poucos minutos do centro da cidade.

Pode-se visitar a pé e de bicicleta, existindo vários parques de estacionamento nas suas imediações.

Caminhando pelo Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Sofia a caminhar no Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Como chegar

Se não quiser ir de carro, poderá chegar a Monsanto a pé ou de bicicleta.

  • O Corredor Verde de Monsanto permite um acesso direto ao Parque Florestal de Monsanto para peões e ciclistas provenientes do Parque Eduardo VII. Extensão: 2,3 km (ida);
  • Por sua vez, a Rota da Biodiversidade Ocidental liga o Tejo a Monsanto. Extensão: 14 km (ida).

Caminhando pelo Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Sofia a caminhar no Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Como visitar

A melhor forma de se orientar no Parque Florestal é consultando o Mapa Geral de Monsanto, onde estão assinaladas os principais locais de referência, bem como os percursos pedestres e as ciclovias existentes.

Antes de começar a explorar o Parque, poderá também visitar o Centro de Interpretação de Monsanto (CIM). Localizado na zona norte, funciona como um espaço de receção para os visitantes.

Alameda Keil do Amaral, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Alameda Keil do Amaral, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Um pouco de história

Olhando hoje para Monsanto, quem imaginaria que a imensa floresta foi outrora uma paisagem quase despida de árvores onde se cultivavam essencialmente cereais?

Foi Duarte Pacheco, então Ministro das Obras Públicas, quem, nos finais dos anos 30 do século passado, decidiu instalar um parque florestal na Serra de Monsanto, com vista a criar um espaço de lazer e recreio para a população.

Atualmente, é a maior mancha verde da cidade. Tem 900 hectares e é, por exemplo, três vezes maior do que o “Central Park” de Nova Iorque.

Caminhando pelo Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Sofia a caminhar pelo Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

A floresta de Lisboa

Apesar de ter sido plantado artificialmente, o Parque Florestal de Monsanto é hoje uma floresta adulta onde se erguem, entre outras espécies, pinheiros-mansos, ciprestes-do-Buçaco, sobreiros, azinheiras, zambujeiros e carvalhos, tal como diversos arbustos como o medronheiro e o pilriteiro.

Em termos de fauna, mais de 60 espécies de aves podem aí ser observadas, além de esquivos mamíferos como coelhos-bravos e esquilos-vermelhos, assim como vários répteis e anfíbios.

Monsanto oferece, todavia, mais do que os seus bosques, plantas e animais. Ora vejamos:

Caminhando pelo Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Sofia a caminhar pelo Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Percursos pedestres assinalados

É a pé que melhor podemos sentir o Parque e descobrir os seus recantos mais secretos e sossegados.

Em 2018, no âmbito do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Lisboa, os trilhos de Monsanto foram reabertos. Recuperaram-se os caminhos já existentes e contruíram-se novos, implementando-se, pela primeira vez, sinais para facilitar a circulação das pessoas. Adeus medo de nos perdermos!

Atualmente, há 12 percursos pedestres assinalados em Monsanto. São eles:

  1. Volta do Planalto (circular, 7 km, 1h30)
  2. Rota da Água (circular, 7,8 km, 2h15)
  3. Seis Pedreiras
  4. Montado de Monsanto
  5. Moinhos do Mocho
  6. Keil do Amaral (circular, 4 km, 50 minutos)
  7. Vila Pouca – Bela Vista (circular, 7 km, 1h30 – desde o parque de estacionamento situado a norte do Bairro da Serafina)
  8. Campismo – Chaminés D’El Rei
  9. Encosta da Pimenteira – Alcântara
  10. Alto do Duque
  11. Circuito Acessível
  12. Trilho da Corrida

Dicas:

  • Não se esqueça de consultar o Mapa Geral de Monsanto, onde estão assinaladas todos os percursos pedestres;
  • Se tem vontade de caminhar em Monsanto, mas tem receio ou não quer ir sozinho, o Clube de Atividades ao Ar Livre (CAAL) organiza regularmente caminhadas em grupo, convidando a população de Lisboa a participar gratuitamente.

Crianças a andar de bicicleta no Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Crianças a andar de bicicleta no Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Ciclovias

Também é possível explorar Monsanto de bicicleta. Para isso, o melhor é voltar a consultar o Mapa Geral de Monsanto, onde estão assinaladas as cicolvias existentes.

Miradouro Keil do Amaral, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Miradouro Keil do Amaral, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Miradouros

Outra forma de viver Monsanto é visitando os seus miradouros, de onde se podem observar ora a cidade ora o Tejo.

Eis os nossos miradouros preferidos:

  • Panorâmico de Monsanto | Há quem diga que o abandonado restaurante panorâmico de Monsanto é a melhor vista de Lisboa. Está no topo do Parque Florestal e oferece oferece uma visão de 360º não só sobre a imensa área verde, mas também sobre a cidade. No seu interior, existem várias obras de arte urbana, incluindo de Vihls que aí tem organizado o Festival Iminente;
  • Miradouro Keil do Amaral | Situado na colina do auditório Keil do Amaral, tem vista para a Ponte 25 de Abril e o rio Tejo;
  • Miradouro do Alto da Serafina | Fica no topo do Parque Recreativo do Alto da Serafina, onde existe um telheiro, daí se avistando quer a ponte e o rio quer as Torres das Amoreiras e o Aqueduto das Águas Livres.

Jovens a fazer um piquenique no Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Jovens a fazer um piquenique no Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Parques de merendas

No verão, Monsanto é um bom local para nos refugiarmos do calor, já que não é raro estarem aí menos 5°C do que no resto da cidade. Não é, pois, de estranhar que cada vez mais pessoas o procurem para fazer piqueniques ou festas de aniversário ao ar livre.

Na verdade, só é preciso uma manta. Contudo, se preferir, estes parques de merendas dispõe de mesas, bancos e grelhadores:

  • Alameda Keil do Amaral
  • Parque do Penedo (perto do Anfiteatro Keil do Amaral)
  • Parque do Calhau
  • Parque da Pedra
  • Cruz das Oliveiras
  • Mata de São Domingos de Benfica

Parques infantis

Há dois grandes parques infantis em Monsanto, rodeados de árvores e ar puro, ideias para soltar as crianças. São eles:

  • Parque Recreativo do Alto da Serafina
  • Parque Infantil do Alvito

Criança no parque de skate do Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Criança no parque de skate do Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Parques aventura

Para os mais velhinhos, também existem dois parques aventura, com paredes de escalada e percursos de obstáculos.

Localização:

  • Parque da Mata de S. Domingos de Benfica
  • Parque da Pedra

Campo de basquetebol junto ao moinho do Penedo, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Campo de basquetebol junto ao moinho do Penedo, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Equipamentos desportivos

Monsanto é ainda um excelente local para fazer exercício ao ar livre, dispondo de vários circuitos de manutenção, campos de basquetebol, mesas de pingue-pongue e até um parque de skate.

Circuitos de Manutenção | Há vários espalhados pelo parque, podendo-se optar pelo mais próximo ou simplesmente ir variando. Localização:

  • Mata de S. Domingos de Benfica;
  • Monte Verde;
  • Parque do Calhau;
  • Penedo;
  • Alameda Keil do Amaral (dispõe de um circuito de manutenção especialmente desenhado para a população idosa e pessoas com necessidades especiais).

Campos de basquetebol | Junto ao Moinho do Penedo e também junto ao parque de merendas da Alameda Keil do Amaral.

Mesas de pingue-pongue | Junto ao parque de merendas da Alameda Keil do Amaral. A sua utilização é completamente gratuita, mas é preciso levar raquetas e bolas próprias.

Parque de skate | Igualmente junto ao parque de merendas da Alameda Keil do Amaral.

Palácio Fronteira, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Palácio Fronteira, Parque Florestal de Monsanto, Lisboa

Locais de referência

Por fim, eis alguns locais emblemáticos de Monsanto, ordenados segundo a nossa preferência pessoal:

  • Palácio Fronteira;
  • Miradouro e anfiteatro Keil do Amaral;
  • Miradouro Panorâmico de Monsanto;
  • Miradouro do Alto da Serafina;
  • Parque do Calhau/ Montado de Monsanto;
  • Jardim de Montes Claros;
  • Parque da Pedra;
  • Moinho/ Miradouro do Penedo;
  • Moinho/ Miradouro das Três Cruzes;
  • Moinhos do Mocho;
  • Pedreira dos Catos.

Recentemente, foi inaugurado um novo espaço em Monsanto. Chama-se Floresta Branca, mas ainda não tivemos oportunidade de o conhecer.

Veja mais sobre Monsanto:

Mais artigos sobre Lisboa:

Acompanhe o Viagens à Solta no Instagram e no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *