Escrevemos mais um guia rápido, desta vez sobre Ponte da Barca, a vila minhota e o concelho de gente espontânea e hospitaleira, que tem grande parte do seu território integrado no Parque Nacional da Peneda Gerês. Nele poderá encontrar uma lista simples e direta sobre o que aí se pode ver e fazer, assim como bons sítios para comer e dormir.

Ponte da Barca tem…

  • Um centro histórico que se percorre facilmente a pé;
  • O rio Lima a bordejar a vila;
  • Uma ponte medieval (séc. XV) que lhe deu o nome, construída no lugar onde, de barca, se fazia a travessia do rio;
  • Um pelourinho e um mercado pombalino;
  • Um Jardim dos Poetas, em homenagem a Diogo Bernardes e Frei Agostinho da Cruz, dois dos principais poetas renascentistas portugueses;
  • A convicção de que é a terra natal de Fernão de Magalhães, o primeiro homem a dar a volta ao mundo em circum-navegação;
  • A possibilidade de fazer stand-up paddle (SUP) e kayak no rio Lima, pela AktivaNatura;
  • As bonitas aldeias de Ermida e Germil;
  • Piscinas naturais, como as lagoas de Ermida;
  • O castelo (séc. XIII) e os espigueiros do Lindoso, o maior ajuntamento de espigueiros em Portugal;
  • Uma ecovia junto ao rio Lima que conduz a Ponte de Lima e daí a Viana do Castelo (mais de 40 km);
  • O Mosteiro de Bravães (séc. XII), um dos mais importantes monumentos românicos portugueses;
  • A central hidroelétrica do Alto Lindoso, a central hídrica mais produtiva de Portugal (o seu interior pode ser visitado através de marcação prévia – Tel: 253 371 122);
  • Uma Loja Interativa de Turismo, situada no centro histórico, um bom ponto de partida para explorar a região e recolher informação sobre os vários percursos pedestres disponíveis.

Todos os domingos, um grupo espontâneo de pessoas junta-se no Jardim dos Poetas a tocar concertina e a dançar

Criança no Mercado Pombalino a correr para o bailarico

Esplanada no centro histórico

Espigueiros do Lindoso

Mosteiro de Bravães

Stand-up paddle no rio Lima

Paisagem serrana com os típicos socalcos

Na Ecovia do Lima

Pormenores da central hidroelétrica do Alto Lindoso

Onde comer

  • Vai à Fava, um restaurante de comida contemporânea, com uma das melhores esplanadas da vila;
  • O Moínho, também no centro histórico, para quem prefere gastronomia tradicional;
  • Sant’Ana, situado na freguesia de Grovelas, onde comemos uma excelente posta barrosã com arroz de feijão;
  • Adega do Artur, o restaurante do parque de campismo Lima Escape, em Entre Ambos-os-Rios. Mais uma vez, recomendamos a posta barrosã.

O que provar

  • Carne barrosã com grelos e arroz de feijão;
  • Vinho verde, rosé e espumante de vinho verde vinhão, produzidos pela Adega Cooperativa de Ponte da Barca;
  • Magalhães e tortas de laranja, doces típicos à venda na Pastelaria Liz, no centro da vila.

Acesso à central hidroelétrica do Alto Lindoso

Sofia a fazer stand-up paddle pela primeira vez

Na Ecovia do Lima

Na Ecovia do Lima

Pranchas de stand-up paddle no rio Lima, junto ao parque de campismo Lima Escape

Pormenores do restaurante Vai à Fava

Na Ecovia do Lima

Onde dormir

Eventos

  • Festival Folk Celta (27 e 28 Julho 2018) – Entrada gratuita
  • Festas de São Bartolomeu (19 – 24 de Agosto). Destaque para o dia 23 de Agosto (cortejo etnográfico), para a noite de 23 para 24 (rusgas, isto é, vários grupos a tocar concertina) e 24 de Agosto (procissão).

O Viagens à Solta visitou Ponte da Barca em Maio de 2018, a convite do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Se gostou deste artigo, pode deixar um comentário e seguir o Facebook e o Instagram do Viagens à Solta. A si não custa nada e a nós motivar-nos-á a partilhar mais experiências de viagem.

Veja ainda:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *