Às vezes peço ao Paulo para me levar a ver o mar. Ele é mais de montanhas, mas eu prefiro o mar e até ouço as ondas a ir e a vir suavemente na areia quando adormeço a ouvi-lo a respirar.

O mar ao pé de nossa casa também fica na Ericeira, uma vila piscatória a cerca de 50 km a norte de Lisboa. A envolvência é feia: prédios incaracterísticos, hipermercados, ruas com estacionamento caótico e que difícil que é encontrar um lugar!

Já a parte antiga da Ericeira, agrada-nos: as ruelas empedradas; os surfistas e os jovens que por ali passam chamados pelas melhores ondas da Europa; as igrejas e as casas brancas contornadas a azul; a capelinha que assinala o local de onde a família real embarcou para o exílio em 1910; os senhores a jogar às cartas ao ar livre; os restaurantes onde se come bom peixe fresco; as lojas e os cafés decorados com estilo.

A Ericeira está cada vez mais bonita e cuidada, pintada de fresco. Fica no alto de uma falésia, de onde se avista o porto piscatório no areal e a vastidão do mar.

Por tudo isto, sempre que lá vamos, dizemos: “Temos de voltar mais vezes”.

Fotogaleria

Guia prático para visitar a Ericeira

Onde (gostamos de) comer

O que gostamos de visitar nas proximidades

  • Mafra, o seu Convento e Tapada (a 10 km)
  • Aldeia da Mata Pequena (a 20 km)
  • Sintra (a 23 km)

Curiosidade: a costa da Ericeira foi a 1ª da Europa a ser consagrada como Reserva Mundial de Surf, em 2011.

Mochila: Kraxe Wien

Reservar alojamento na Ericeira

Se gostou deste artigo, pode deixar um comentário ou seguir o Facebook e o Instagram do Viagens à Solta. A si não custa nada e a nós motivar-nos-á a partilhar mais experiências de viagem.

Veja ainda:

2 Comentários

  1. Apreciei bastante este artigo. Muito bonito !

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *