Inspirados por um artigo do blogue Viajar entre Viagens, no primeiro domingo de Novembro fomos fazer uma caminhada até às Buracas do Casmilo, no Maciço de Sicó, que se situa perto de Condeixa-a-Nova, no centro de Portugal.

Ao contrário do que pensávamos, o percurso é bastante curto e pode ser feito a pé ou de carro, por uma estrada de terra batida.

Com início na aldeia serrana de Casmilo, a caminhada demora cerca de 15 minutos até à grande atração do local: o Vale das Buracas. Trata-se de um vale ladeado por altas montanhas rochosas, nas quais existem cavidades de diferentes tamanhos.

Para perceber esta formação geológica invulgar, imagine um enorme monte dentro do qual existia uma gruta com várias salas. Agora pense que a parte central do monte abateu, deixando à vista esses compartimentos.

Chegados ao local, vale a pena desviarmo-nos do trilho para acedermos, montanha acima, às fotogénicas buracas. É no seu interior que melhor nos apercebemos das suas reais dimensões. É ainda daí que temos uma visão geral da paisagem envolvente, formada por solo calcário pedregoso e vegetação mediterrânea, onde predominam as oliveiras, lentamente abandonadas à sua sorte pelas gentes da serra, por sua vez votadas ao esquecimento pelo resto do mundo.

Se ouvir uns urros e uns gemidos à distância, não se assuste: as buracas são muito procuradas por escaladores que tentam corajosamente subir as paredes rochosas do seu interior.

Onde comemos

Manjar do Marquês (em Pombal)

 
A especialidade é arroz de tomate que pode ser acompanhado por filetes de pescada, pastéis de bacalhau, panados, croquetes, etc – o que preferir.

Esperamos tê-lo motivado a sair de casa num fim-de-semana próximo. Bons passeios!

Caminhada feita em 2 de Novembro de 2014

Se gostou deste artigo, pode deixar um comentário e seguir o Facebook e o Instagram do Viagens à Solta. A si não custa nada e a nós motivar-nos-á a partilhar mais experiências de viagem.

2 Comentários

  1. Iniciei, recentemente, um novo objetivo/projeto: ir em busca de novos e velhos recantos do nosso belo e histórico Portugal e tentar partilhar esses lugares.
    Nas minhas pesquisas sobre lugares e dicas, deparei-me, hoje, com o vosso Blog e do pouco que pude pesquisar, fiquei fascinada com a forma/descrição dos textos escritos, simultaneamente com as fotografias que acompanham, que conseguem captar a essência do lugar.
    O conjunto desses dois fatores faz nos teletransportar imediatamente para os lugares.
    Este lugar, particularmente, passou para os primeiros da lista.
    Obrigada, parabéns e continuem a inspirar pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *