Anda à procura do que visitar em Alberobello ou a tentar descobrir se é um lugar que gostaria de conhecer no sul de Itália? Então este guia é para si.

Alberobello é um dos locais mais visitados da Puglia, a região que forma “o tacão da bota” italiano, devido aos “trulli” (plural de “trullo”), umas peculiares construções com telhados cónicos.

Apesar de existirem um pouco por toda a Puglia, o maior número de “trulli” está concentrado em Alberobello e é para os ver que tantas pessoas visitam esta pequena cidade, classificada como Património Mundial pela UNESCO. O resultado? Uma localidade cheia de turistas e excursões, cujo centro histórico é agora pouco mais do que um conjunto de lojas de souvenirs, restaurantes e alojamentos locais.

Ainda assim, acreditamos que a cidade dos “trulli” é um lugar único e que vale a pena incluí-la no seu roteiro de viagem na Puglia, mesmo que não goste de sítios demasiado turísticos.

Eis, pois, o nosso guia para desfrutar de Alberobello, incluindo um pouco de história, o que visitar e onde ficar.

rione monti, alberobello

Informações rápidas sobre Alberobello

Onde fica Alberobello | Na região da Puglia, província de Bari, no sul de Itália (Google Maps)

População total de Alberobello | 10.718 habitantes

Principais atrações turísticas de Alberobello | Rione Monti e Rione Aia Piccola

Quanto tempo ficar em Alberobello | 1 ou 2 horas

Quando visitar Alberobello | Evite os meses de Julho e Agosto e os fins-de-semana, mesmo em época baixa.

Onde estacionar em Alberobello | Nos parques de estacionamento à entrada da cidade. Preços: 2€ por hora/ 6€ todo o dia (em 2022).

Um pouco de história sobre os “trulli”

Os “trulli” são umas casas com telhados cónicos, construídas por camponeses com pedras recolhidas nos campos, sem qualquer utilização de argamassa.

Como lemos no Museu Trullo Sovrano, estas construções únicas no mundo surgiram porque os senhores feudais, neste caso os condes de Conversano da família Acquaviva d’Aragona, proibiram a construção de casas com argamassa. Desse modo, podiam derrubá-las rapidamente e expulsar os colonos a qualquer momento.

telhado de um trulli

Outra razão ainda mais forte para esta proibição foi a de contornar o decreto do rei Carlo V, de 1535, que exigia que os senhores feudais pagassem uma taxa se estabelecessem um aglomerado populacional sem autorização régia. Em caso de inspeção real, os condes ordenavam que os “trulli” fossem demolidos para que não fossem registados. Sendo as casas construídas sem argamassa, era um processo rápido e fácil. Bastava retirar a pedra-chave do topo para os desmoronar e os fazer passar por uma construção abandonada.

Esta situação durou mais de dois séculos. Só o aparecimento, no século XVIII, de alguns notáveis ​​capazes de se opor ao poder dos condes permitiu que, em 1797, o rei Fernando IV de Nápoles reconhecesse oficialmente Alberobello como cidade, libertando-a dos abusos dos senhores feudais.

A partir desse momento, deixou de haver motivos para a construção de mais “trulli” na cidade. Atualmente, a maioria dos habitantes de Alberobello não reside nesse tipo de casas e os antigos “trulli” foram quase todos transformados em lojas e alojamentos para turistas.

O que visitar em Alberobello

Rione Monti

O bairro Rione Monti é o mais famoso de Alberobello, já que é aí que existe a maior concentração de “trulli”. Situado numa pequena colina, este bairro tem mais de 1000 “trulli” e quase nenhum outro tipo de construções. É turístico e está cheio de lojas de souvenirs, mas também é muito bonito.

Chiesa a Trullo (Igreja de Santo António)

Quando se chega ao topo de Rione Monti, encontra-se a Igreja de Santo António, a qual foi construída da mesma forma que os “trulli”, apesar de ser muito maior.

Rione Aia Piccola

Rione Aia Piccola é o outro bairro de “trulli” de Alberobello. Mais pequeno do que Rione Monti, reúne cerca de 500 “trulli” e é exclusivamente residencial. Por esse motivo, proporciona uma experiência mais autêntica e foi, aliás, onde mais gostámos de passar o nosso tempo em Alberobello.

alberobello

Villa Comunale Belvedere

Localizado junto ao Rione Aia Piccola, é deste pequeno jardim público que se obtêm as melhores vistas sobre os “trulli” (Google Maps).

Belvedere Santa Lucia

É o miradouro mais conhecido de Alberobello, de onde também se vêem os “trulli”. Situa-se ao lado da Chiesa di Santa Lucia, no cimo da escadaria existente no grande Largo Martellotta. (Google Maps).

Trullo Sovrano

O único trullo com dois andares da cidade é agora um pequeno museu onde se pode conhecer um trullo por dentro e o modo de vida de uma antiga família de Alberobello.

Construído na primeira metade do século XVIII por um influente padre, foi um dos primeiros “trulli” construídos com argamassa, contrariando a proibição dos senhores feudais. Seguiram-se outros exemplos de transgressão, o que alimentou intensos conflitos com os condes.

Horários e preços: www.trullosovrano.eu

Casa D’Amore

A Casa D’Amore foi o primeiro edifício construído com argamassa em Alberobello depois do reconhecimento oficial da cidade pelo rei. Construída por Francisco d’Amore, passou a simbolizar o fim do período feudal, tendo, por isso, grande importância histórica.

Casa Pezzola

A antiga casa do médico Giacomo Pezzola alberga hoje o Museu do Território. Trata-se de um complexo de 15 “trulli” comunicantes, dedicado à história, cultura e território de Alberobello, onde se pode, por exemplo, saber mais sobre as origens dos “trulli”, as técnicas arquitetónicas usadas na sua construção e o dia-a-dia dos antigos moradores.

Mapa de Alberobello

mapa de alberobello

Vale a pena visitar Alberobello?

Confessamos que ficamos um pouco desiludidos com Alberobello.

Sabíamos que era uma cidade bastante visitada, mas não imaginávamos que estivesse tão dominada pelo turismo. Infelizmente, sempre que isso acontece, os lugares perdem o seu caráter e assemelham-se a um parque temático.

Caminhámos pelos bairros de “trulli”, tirámos algumas fotos mas, ao fim de uma hora, já nos apetecia voltar à estrada e continuar a nossa viagem pela Puglia. Isto não significa que não aconselhamos uma visita a Alberobello. Como referimos, este lugar é único e não nos arrependemos de o ter visitado.

O nosso conselho é que não vá com expetativas demasiado altas e que evite os meses de julho e agosto e os fins-de-semana, mesmo em época baixa. Além disso, tente chegar de manhã cedo ou ao final da tarde, para ter uma perspectiva de Alberobello com menos turistas.

trulli em alberobello

Dormir num trullo

Sabia que é possível dormir num “trullo”? Em Alberobello e nas proximidades, existem vários alojamentos que proporcionam essa experiência única. Eis a nossa lista dos melhores:

Mais sobre a Puglia

Roteiro Puglia: o que visitar no “tacão da bota” de Itália

Siga-nos no Instagram para mais ideias para férias, escapadinhas e fins de semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.