Nós, que gostamos de árvores, temos um fascínio por sequoias, já que são das árvores mais altas e antigas do mundo. Uma sequoia pode superar os 90 metros de altura e viver alguns milénios. Por isso, quando descobrimos que havia um bosque de sequoias, não na Califórnia onde predominam, mas em Espanha, quisemos logo visitá-lo.

O Monumento Natural das Sequoias do Monte Cabezón fica no município de Cabezón de la Sal, na comunidade autónoma da Cantábria, no norte de Espanha. É um bosque de sequoias, plantado em 1940, durante a época do franquismo, cujo objetivo era fornecer madeira à produção industrial, porque são uma espécie de crescimento rápido, à semelhança do pinheiro e do eucalipto.

Esse bosque acabou por nunca ser cortado e, desde 2003, é um espaço natural protegido e acessível a todos, incluindo crianças e pessoas com mobilidade reduzida.

À chegada, deixa-se o carro num parque de estacionamento e o resto do percurso faz-se a pé: primeiro por um caminho asfaltado de uns 500 metros, à face da estrada, e depois por uns curtos passadiços de madeira, através dos quais se entra no coração da floresta.

De repente, ali estavam elas. A parcela de terreno é pequena (mede apenas 2,5 km) e as sequoias são novinhas (só têm 81 anos). No entanto, são cerca de 800 árvores, algumas das quais com 40 metros de altura e troncos com um diâmetro de mais de 2 metros, ou seja, nem duas pessoas juntas as conseguem abraçar na totalidade.

Bosque de Sequoias

Por isso, andámos por ali à solta durante quase uma hora, fascinados pelo vaivém de um esquilo, pela altura das árvores, pela dimensão dos seus troncos, pela textura inesperada da sua casca, pelas sombras que projetavam e pelo contraste entre o verde das folhas e os tons acastanhados do solo.

E foi assim que, para mim, as sequoias deixaram de ser árvores imaginadas mas reais, que pude tocar e abraçar sem ter de ir à Califórnia.

Monumento Natural das Sequoias do Monte Cabezón

Localização

Google Maps

Distâncias

Santillana del Mar: 20 km; Santander: 44 km; Parque Nacional dos Picos de Europa: 50 km.

Estacionamento

Há um parque de estacionamento gratuito na entrada do Monumento Natural das Sequoias do Monte Cabezón.

Descrição do trilho

  • Ponto de partida e chegada: parque de estacionamento
  • Distância: 1,5 km (circular)
  • Dificuldade: fácil
  • Gratuito
  • Apto para crianças e pessoas com mobilidade reduzida.

Onde (gostámos de) dormir

Casona de la Salceda | Quando viajamos, em vez de hotéis, preferimos ficar em casas típicas, porque nos sentimos mais próximos dos lugares e das pessoas. Foi o que aconteceu quando visitámos o Monumento Natural das Sequoias do Monte Cabezón.

A Casona de la Salceda fica na aldeia de Treceño, a uns 5 minutos de carro do bosque de sequoias, e é um típico casarão rural cantábrico. Apesar de antigo, está equipado com todos os confortos modernos. A decoração é bonita e campestre, a condizer com a paisagem envolvente e a dona é tão simpática que até nos ofereceu o pequeno-almoço.

Como se isso não bastasse, o alojamento tem uma ótima relação qualidade-preço.

Onde (gostámos de) comer

Posada Restaurante Prada A Tope | Só descobrimos este restaurante, porque ficámos alojados na aldeia de Treceño. Bendita a hora, pois foi um dos melhores restaurantes onde estivemos em Espanha! O serviço é impecável e a comida excelente. Comemos boletos, tarte de queijo caseira e um prato espanhol de que nunca tínhamos ouvido falar chamado “socarrat” (arroz caramelizado como o que se forma no fundo da panela). Inesquecível!

Mais sobre a Cantábria

Roteiro de carro pelas Astúrias e pela Cantábria

Se gostou deste artigo, pode deixar um comentário em baixo e seguir-nos pelo Instagram e Facebook. A si não custa nada e a nós motivar-nos-á a partilhar mais experiências de viagem. Boas viagens à solta!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *