No momento em que lê este artigo, já deve saber que o Funchal é a capital de um arquipélago composto por duas ilhas habitadas: a Madeira e o Porto Santo.

A cidade fica na costa sul da ilha da Madeira, a 20 minutos do aeroporto e, na nossa opinião, um dia é suficiente para ver as suas principais atrações.

Guia rápido para visitar o Funchal num dia

De manhã

Passeie a pé pela Baixa da cidade, passando por alguns dos seguintes locais:

  • Avenida Arriaga | Uma das artérias mais dinâmicas da capital, onde ficam o Jardim Municipal e o Teatro Municipal Baltazar Dias;
  • Adegas de S. Francisco – Madeira Wine Lodges | Se quiser ver uma exposição que conta a história do Vinho Madeira;
  • Palácio de São Lourenço | Monumento nacional cujo andar nobre se encontra aberto ao público gratuitamente;
  • Sé Catedral | O principal templo religioso;
  • Praça do Município | Também conhecida como Largo do Colégio, é aí que ficam o Colégio dos Jesuítas (um edifício fundado, no séc. XVI, para propagar a fé cristã e um dos mais emblemáticos da cidade) e a Igreja do Colégio (para mim, a mais bonita do Funchal);
  • Livraria Esperança | Uma das mais antigas e originais livrarias portuguesas;
  • Museu da Quinta das Cruzes | Se quiser conhecer uma antiga casa senhorial do Funchal;
  • Fábrica de Santo António | Para comprar o tradicional bolo de mel de cana;
  • Avenida do Mar | Onde se situam o antigo cais da cidade, a Praça CR7 e a Marina;
  • Mercado dos Lavradores | Apesar de o termos considerado demasiado turístico, vale a pena entrar para ver a variedade de fruta e flores típicas da região.

mapa do que visitar no funchal
Mapa do que visitar no Funchal

Onde (gostámos de) almoçar: Restaurante Well.com, na Praça Cristovão Colombo, perto da Sé Catedral.

À tarde

Faça o percurso de teleférico que liga o Funchal ao Monte. No Monte, poderá visitar os seguintes locais:

Regresse ao Funchal num dos típicos carros de cesto. No fim do percurso, terá duas opções: fazer uma caminhada de cerca de 30 minutos de volta ao centro ou apanhar um táxi até ao seu destino.

Ao final da tarde

Se não estiver muito cansado, dê um passeio a pé à beira-mar, ao longo da Promenade do Lido. Pouco antes de chegar à Praia Formosa, poderá dar um mergulho nas piscinas naturais da Doca do Cavacas (o acesso faz-se através de umas escadas na Promenade do Lido – Praia Formosa).

Se não quiser andar tanto, poderá dar um mergulho no Complexo Balnear da Barreirinha, ao lado do Forte de São Tiago, ou sentar-se simplesmente no Barreirinha Bar Café, no Largo do Socorro, a contemplar o pôr-do-sol.

À noite

Passeie pela Zona Velha e pela Rua de Santa Maria.

  • Zona Velha | A primeira zona da cidade a ser povoada aquando da descoberta da ilha, formada por um labirinto de ruas estreitas com calçada de calhau rolado;
  • Rua de Santa Maria | A rua mais emblemática da Zona Velha, uma espécie de “Bairro Alto” da Madeira.

Onde (gostámos de) jantar: Taberna do Ruel, na Rua de Santa Maria. O que recomendamos: filetes de peixe-espada com banana e milho frito (mas é tudo bom).

Onde (gostámos de) dormir

Autor da foto: Ввласенко

Se gostaram deste artigo, podem deixar um comentário ou seguir o Facebook e o Instagram do Viagens à Solta. A vocês não custa nada e a nós motivar-nos-á a partilhar mais experiências de viagem.

Veja ainda:

2 Comentários

  1. Muito obrigada! Adoro viajar e procuro sempre estes Guias, sugestões e dicas e nunca tinha encontrado as vossas.
    Vou viajar para o Funchal no sábado e há anos que não vamos lá. A nossa Sara, que tem 15 anos nunca foi. Muito grata!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *