Eu gosto de conduzir! Não naquelas viagens em que pretendo chegar apenas ao destino, mas para explorar lugares novos e exóticos. Estradas de montanha cheias de curvas, desertos, lugares remotos e isolados, estradas ladeadas por filas intermináveis de árvores: são estes os locais onde adoro deslizar com o quatro rodas.

Porque conduzir na Jordânia?

Não gostamos de ser levados em “tours”, gostamos de andar à solta, decidir o nosso próprio caminho e destino. Conduzir na Jordânia é relativamente fácil. As estradas são razoáveis e não têm muito trânsito, excepto em Amã onde se pode tornar completamente caótico.

Viajar de carro permite ter os próprios horários e não estar dependente dos transportes públicos. Se encontrar um lugar que adora e no qual pretende passar mais tempo, não há problema. Não tem o comboio ou o autocarro para apanhar, fica o tempo que quiser. Um automóvel permite ainda ir a lugares mais remotos aonde geralmente as hordas de turistas não chegam e onde se pode ter um contacto mais próximo com as comunidades locais.

Outra grande vantagem é a rapidez da deslocação face a outros meios de transporte. Por exemplo, demos boleia a um australiano desde Wadi Rum até Amã. Ele, através de transportes públicos, contava chegar ao destino à noite, depois de ter de trocar de autocarro. Connosco chegou antes da hora de almoço!

Perigos de conduzir na Jordânia

Não sentimos qualquer insegurança ao viajar sozinhos num carro alugado durante os sete dias que passámos na Jordânia. Os dois principais perigos são as lombas em locais inesperados sem sinalização e o trânsito caótico das horas de ponta em Amã.

Muito cuidado com as lombas. Até mesmo na auto-estrada pode ser surpreendido por uma lomba que lhe pode espatifar o carro todo. Estas autênticas armadilhas surgem quando menos se espera, sem qualquer sinalização vertical ou pintura.

Em Amã, o trânsito, embora calmo, é caótico nas horas de ponta. Não há regras de prioridade, nem mesmo nas rotundas. As faixas de rodagem, embora pintadas, de pouco servem. Duas faixas servem perfeitamente para cinco filas de trânsito. E, se pensa que é por não haver controlo policial, está enganado. A própria polícia faz o mesmo. O importante é conduzir devagar e não se deixar intimidar nem amedrontar. De início, estranha-se, mas rapidamente se entra no esquema e se percebe como tudo funciona.

Tenha também cuidado com os peões, sobretudo com as crianças e à noite. O meu conselho é que evite mesmo conduzir à noite, especialmente fora da capital.

Controlos “check-point” da Polícia

Existem muitos controlos de Polícia e o mais certo é ser mandado parar num deles. Numa semana, parámos em três. Use a saudação árabe Salaam Aleikum e seja cordial, pois é tranquilo. Quando percebem que é português, mandam logo avançar.

Orçamento para conduzir na Jordânia

Uma das perguntas que mais recebemos sobre as viagens que fazemos tem sempre a ver com os custos. Esta é a resposta mais complicada e que poderá ser mais enganadora, porque os preços ficam rapidamente desatualizados.

Para ficar com uma ideia, nós pagámos €199.12 pelo aluguer de carro durante 7 dias, através da Europcar. Se quiser calcular os custos, o melhor é usar um serviço online que lhe permita pesquisar e comparar preços de várias companhias como, por exemplo, os sites da rentalcars.com ou skycanner.

O preço do combustível é muito mais barato do que em Portugal. Por isso, essa não será uma preocupação.

Conclusão

Se nunca conduziu fora da Europa e tem receio, não tenha. A perícia necessária não é muito diferente da que precisa para conduzir numa capital europeia. Talvez até haja menos condutores “agressivos”. Tenha apenas especial atenção às lombas.

Além disso, garanta que tem um bom sistema de navegação, devidamente atualizado. No nosso caso, usámos o próprio telemóvel com a aplicação gratuita MAPS.ME que permite ter os mapas carregados previamente e não gastar gota de roaming. Esta aplicação tem sido a nossa tábua de salvação desde há vários anos nos mais variados países.

A sinalização geralmente está no nosso alfabeto, pelo que não terá dificuldade em orientar-se. Na eventualidade de se perder ou ter algum problema, não tenha receio de pedir ajuda: os jordanos são bons anfitriões e certamente irão ajudar.

Por fim, quando levantar a viatura, não tenha pressa e verifique se está tudo em ordem.

Boas viagens!

Se gostou deste artigo, pode deixar um comentário e seguir o Facebook e o Instagram do Viagens à Solta. A si não custa nada e a nós motivar-nos-á a partilhar mais experiências de viagem.

Veja ainda:

26 Comentários

  1. Boa Tarde,

    Estou a programar a minha viagem à Jordânia em Novembro, mas tenho algumas questões que lhe gostaria de colocar que me poderão ser muito úteis.
    Fizeram seguro contra todos os riscos?
    Temos locais seguros para deixar o carro nos locais onde pernoitarmos?
    Pretendo fazer passeio no deserto de wadi Rum e passar lá à noite, tenho onde deixar, ou terei problemas em deixar o carro alugado durante esse tempo?

    Desculpe tantas perguntas, mas de facto surgem algumas dúvidas que se tiver algum feedback ficarei bem mais descansada 🙂

    Cumprimentos e boas viagens 🙂

    • Olá Tânia,
      Nós nunca fazemos seguro de proteção total. Mas isso depende de cada um e dos riscos que pretende correr. Até agora nunca nos arrependemos de nunca ter feito. A única vez que correu mal foi uma vez que furámos um pneu, mas mesmo dessa vez o que pagámos foi semelhante ao que custaria o seguro.
      Em relação a deixar o carro, penso que seja seguro como em qualquer outro país pacifico. Não tivemos qualquer problema nem sabemos de relatos de quem tenha tido problemas. Deverá ter os mesmos cuidados que tem em Portugal.

      Em Wadi Rum tem um parque para deixar o carro na entrada do parque. O habitual é o beduínos irem buscar as pessoas a esse parque nos jipes deles.

      Boa viagem 🙂

      • Muito Obrigada pelas dicas Paulo,

        Está mais do que decidido, vamos optar pelo aluguer para podermos desfrutar ao máximo!
        Só mais uma questão… Li em alguns sítios que não lhes foi pedida a carta de condução internacional. Vocês levaram a carta internacional?

  2. Obrigada pelo artigo! Estamos de viagem marcada para a Jordania por uma semana em Fevereiro e ajudou-nos muito! Precisava de uma opinião, como chegamos a meio da manhã, faz sentido fazer a viagem ao contrário ( guiar directo para Wadi Rum no primeiro dia ) e ir subindo, acabando em Amã no dia de apanharmos o avião de volta a casa ?

  3. Bom dia. A nossa carta de condução é válida ou teremos que tirar a internacional? Já agora, vou também a Israel e coloca-se a mesma questão, caso saiba a resposta. Obrigado

    • Ricardo, a informação que temos é que de não é necessário qualquer documento adicional. Porém, poderá contactar as embaixadas para se certificar.

  4. Olá Paulo.
    Em primeiro lugar, obrigado pelas informações.
    Vou para a Jordânia (4 pessoas, eu, esposa e 2 filhos) em agosto, 3 a 13, e já estava decidido a alugar carro. Faço-o quase sempre nas minhas viagens. Depois de ler estes artigos fiquei totalmente convencido.
    Vou analisar o seu roteiro e fazer as alterações necessárias, são 10 dias.
    Acha que um carro utilitário é suficiente?
    Mais perto da viagem volto a pedir-lhe uns conselhos.
    Obrigado.
    Abraço
    Joaquim

    • Olá Joaquim, acho que fazem muito bem. Vão adorar a viagem 🙂
      Em relação ao carro, tudo depende da quantidade de malas que vão transportar. Nós somos 2 e alugamos sempre na gama do Opel Astra, por causa das malas (cabem duas grandes).

      Boas viagens

  5. Olá Paulo!
    Obrigado por toda a informação, foi muito útil!
    Nós vamos agora de 01 a 04 Março , sendo que
    – no dia 1 só chegamos às 17h25 (vamos ficar a dormir perto de Petra)
    – vamos dormir 1 noite (de 02 para 03) ao deserto Wadi Rum
    – dia 04 temos voo para outro destino às 13h15
    Sendo que vamos alugar carro, as nossas dúvidas são as seguintes :
    – Tendo o dia 02 e talvez meio dia do dia 03,aconselha a compra do ticket para 1 ou 2 dias?
    – Onde podemos comprar o bilhete sem ser no local? Não conseguimos encontrar nenhum site!
    – O nosso aeroporto de chegada e partida é Aqaba, isso tem algum “procedimento” específico? – já vimos inúmeras informações de vistos e valores distintos, dependendo por onde se entra no País,bem como o próprio valor da entrada em Petra – dependendo se se fica lá a dormir ou não!
    Estamos um pouco confusos com tanta informação distinta!
    Pode ajudar-nos?
    Obrigado

  6. Olá casal, obrigada por compartilhar a experiência de vocês. As dicas são sempre muito úteis para os demais viajantes.
    Vocês saberiam me dizer se a estrada de Amã para Wadi Rum é razoável para ir de carro alugado? Ouvi relatos sobre ventos fortes e estrada de areia e fiquei um pouco receosa. Estarei lá no próximo mês.
    Agradeço a atenção.

    • Olá Lívia, a estrada é razoável. Nós fomos de carro alugado e não tivemos qualquer problema. Trata-se de uma auto-estrada mas tem alguns buracos, pelo que é preciso algum cuidado. Já leu o artigo que escrevemos sobre conduzir na Jordânia em carro alugado? Beijinhos e boa viagem!

  7. Boa tarde,

    Estou a planear uma viagem à Jordânia mais uma amiga. É seguro duas mulheres alugarrm carro?

    Obrigada!

    • Olá Ana. Nós achamos que não deverá ser um problema, se tiverem cuidados que teriam em qualquer outro país. Já alguma vez fizeram algo do género num país fora da Europa?

  8. Olá Paulo!
    Estou de viagem marcada para a Jordânia, mas a companhia de aluguer tem como um dos documentos necessários a licença internacional de condução, só vi esse detalhe agora. Não vos foi pedido?! Posso saber por qual empresa alugaram? Obrigada e Parabéns pelo Blog

    • Catarina, se bem me recordo foi pela Europcar. Não nos pediram nenhuma licença internacional. Aliás, nunca nos foi pedido em nenhum país. O melhor é contactá-los diretamente para ter a certeza.

  9. Oi, tudo bem? Pode me dar uma dica? Alugaremos um carro em Aqaba para visitar a Jordânia. Em seguida, iremos para Israel através da fronteira central (Ponte Allenby). Será que o carro alugado na Jordania pode ser deixado ali mesmo, antes de cruzarmos a fronteira? Tem alguma locadora de automoveis com loja ali? Muito obrigada. Adorei o post.

  10. Olá! É possível alugar um carro comum (não 4×4) para ir a Wadi Rum? Ficarei em um acampamento de Beduínos.

    Obrigada!

    • Olá Suzana, num carro comum correria o risco de se enterrar na areia do deserto e de se perder. Poderá ir num carro comum até ao Centro de Visitantes (Visitor Centre) e aí ou alugar um 4×4 ou arranjar um motorista para fazer um “tour”.

  11. Olá Paulo
    Venho só agradecer as dicas.
    Dez dias na Jordânia, oito com carro alugado, com o percurso: Amã – Jerash – Amã – Aqaba – Wadi Rum – Wadi Musa (Petra) – Mar Morto (através do deserto de Wadi Araba, estrada 65) – Madaba – Aeroporto.
    Isto tudo num Kia Picanto, com 4 pessoas (o meu filho mais velho mede mais de 1,80 m). Grande aventura!!!
    As informações quanto às estradas, lombas (o mais perigoso), polícia (simpáticos e brincalhões), trânsito em Amã (aqui acho que chega a ser caótico), foram fidedignas, mas mesmo assim não estamos preparados para as lombas, nem para as 4 ou 5 filas formadas em duas ou 3 vias. Tal como disse, aprende-se rápido, temos é de conduzir devagar, manter a calma e estar sempre atentos.
    Povo super simpático e prestável (em Petra as pequenas lojas não têm preços marcados e tentam enganar, foi a exceção) e país extremamente seguro.
    Aconselho vivamente a viagem e, se não forem muito temerosos, a viagem de carro vale mesmo a pena.
    Obrigado e abraço.

  12. boa noite ao alugar um carro na jordania seria conveniente usar um GPS,vou para Madaba ,Wadi rum ,Petra ,Mar morto,Jerash e Ama

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *